Diferença dos exames de diagnóstico por imagem

É fato que adquirir um plano de saúde é fundamental para aqueles que enxergam a saúde como prioridade de vida. As pessoas buscam sempre os melhores benefícios, ou seja, hospitais, laboratórios, centros de atendimento e estruturas em geral que sejam agradáveis e completas. Com a evolução das cidades e da medicina, os equipamentos disponibilizados estão cada vez mais evoluídos e com tecnologia, o que gera mais comodidade para o consumidor. Por isso, a procura por uma apólice de assistência à saúde é levada em consideração por fatores como formas de realização de exames e cirurgias, o que engloba o ramo do diagnóstico por imagem.

Nesses procedimentos, é possível analisar estruturas complexas do corpo humano que são difíceis ou impossíveis de se enxergar a olho nu. Quando alguém se machuca ou há a suspeita de alguma estrutura em deformidade dentro do organismo, muitas vezes os médicos necessitam de uma análise mais acurada sobre o que realmente acontece com determinado paciente. Assim, há a procura por diagnóstico de imagem, como o raio X, a tomografia computadorizada e a ressonância magnética. Conheça um pouco mais sobre como esses três procedimentos funcionam:

  • Raio X

Os raios X são ondas de perfil eletromagnético que têm a característica de atravessar estruturas de baixa densidade, como os músculos, enquanto estruturas de alta densidade absorvem essas ondas, como é o caso dos ossos. Esse procedimento foi o pioneiro em diagnóstico de imagem e tem utilização na análise de ossos, tratamento de câncer e também na pesquisa sobre a estrutura cristalina dos sólidos.

  • Tomografia Computadorizada

As tomografias computadorizadas são exames que realizam imagens de todo o corpo de uma pessoa por meio de radiografias de caráter transversal e que separam as partes analisadas como se fossem fatias. Por isso, a precisão do exame é mais avançada e detecta até pequenas alterações em tecidos, como músculos, ossos e outros órgãos. Sua utilização está destinada para a procura de tumores, nódulos, vasos cerebrais e outras doenças.

  • Ressonância Magnética

A ressonância magnética é uma forma de diagnóstico por imagem que utiliza ondas de radiofrequência e oferece detalhes apurados de órgãos e tecidos internos do corpo humano. Esse exame utiliza tecnologia de última geração e com isso gera imagens nítidas e sensíveis.