5 maneiras de prevenir a osteoporose

O corpo humano é dotado de várias funcionalidades extremamente complexas que unidas fazem com que tudo seja organizado e perfeito. É uma máquina que reúne diversas células diferenciadas que por fim formam tecidos, órgãos, sistemas e compõem toda a estrutura física do ser humano.

Com o passar dos anos, as pessoas envelhecem e o corpo passa a mostrar sinais de decadência, o que leva a sintomas em algumas áreas específicas do corpo. Na melhor idade, uma das principais queixas dos idosos está relacionada com a estrutura óssea, que é a responsável por dar todo o sustento do corpo juntamente com os músculos e cartilagens. Com isso surge a osteoporose.

Os ossos fazem parte do sistema esquelético nos indivíduos e tem coloração esbranquiçada, com característica de dureza. Ou seja, são estruturas fortes e firmes, que se quebram apenas através de um grande impacto.

Por possuir um remodelamento dinâmico, o osso está constantemente se renovando e eliminando partes que não prestam para o sustento do corpo. Seus principais tecidos de formação são tecido ósseo, cartilaginoso, conjuntivo denso, epitelial, adiposo, nervoso e vários tecidos formadores de sangue. As principais funções do sistema esquelético são:

  • Sustentação do organismo (apoio para o corpo);
  • Proteção de estruturas vitais (coração, pulmões, cérebro);
  • Base mecânica para o movimento;
  • Armazenamento de sais (cálcio, por exemplo);
  • Hematopoiética (suprimento contínuo de células sanguíneas novas).

No entanto, com o passar do tempo, muitas pessoas passam a adquirir deficiências no funcionamento desse sistema, o que caracteriza a osteoporose. A falta de absorção de cálcio com o aumento da idade também diminui a ingestão de minerais para o corpo, o que piora ainda mais o processo. A osteoporose é a diminuição da massa óssea e tem algumas predisposições gerais, tais como:

  • Pele branca;
  • Histórico familiar de osteoporose;
  • Vida sedentária;
  • Baixa ingestão de Cálcio e /ou vitamina D;
  • Fumo ou bebida em excesso;
  • Medicamentos, como anticonvulsivantes, hormônio tireoideano, glocorticoides e heparina;
  • Doenças de base, como artrite reumatoide, diabetes, leucemia, linfoma.

Para evitar o desenvolvimento dessa disfunção, cinco hábitos incluem:

  • Fazer refeições ricas em cálcio e vitamina D;
  • Manter uma rotina de atividades físicas regulares;
  • Não beber em excesso e não fumar;
  • Evitar o consumo de muito sal ou cafeína, pois eles podem levar a perda de cálcio pelo organismo;
  • Tomar sol sem filtro solar por pelo menos 15 minutos ao dia, antes das 10 horas ou após às 15 horas.